Seleção natural de Darwin também ocorre a nível celular

Estudo publicado na “Cell Reports”

20 setembro 2012
  |  Partilhar:

Investigadores espanhóis descrevem como é que o processo de seleção natural também ocorre a nível celular e como os tecidos e órgãos elegem e retêm as células que têm uma maior capacidade para combater as doenças, dá conta um estudo publicado na revista “Cell Reports”.
 

Os investigadores do Centro Nacional de Investigaciones Oncologicas (CNIO), em Espanha, explicam que, apesar do seu material genético ser idêntico, as células pancreáticas e as da pele realizam funções completamente distintas, secreção da insulina e barreira protetora, respetivamente. Isto ocorre nos 200 tipos de células que compõem o ser humano.
 

Apesar de todo o interesse em torno dos mecanismos de competição celular, que faz com que as células desempenhem as suas funções específicas, até à data ainda não se tinha identificado o mecanismo celular e molecular responsável pela manutenção desta homeostasia.
 

Neste estudo, os investigadores utilizaram um dos modelos animais mais utilizados na investigação, a moscas da fruta, tendo constatado que a competição celular ocorre em várias fases. Numa primeira fase, as células são eleitas com base na sua maior capacidade de realizar as suas funções sendo as outras eliminadas através de um processo conhecido por morte programada das células ou apoptose. As células mortas são posteriormente ingeridas pelos hemócitos que são equivalentes a um tipo de glóbulos brancos dos humanos, os macrófagos.
 

O primeiro autor do estudo, Fidel Lolo, refere que foi pela primeira vez demonstrado o papel dos hemócitos na eliminação de resíduos celulares durante a competição celular. Por outro lado, este estudo também indica que os genes necessários para que este tipo de células elimine estes resíduos não são necessários para a apoptose das células com menor capacidade de realizar as suas funções.
 

Os autores do estudo referem ainda que a competição celular está associada ao cancro. "Há cada vez mais provas da importância destes processos na vizinhança das células tumorais, onde marcadores biológicos sugerem uma acumulação de células mortas, como se estivéssemos a visualizar uma linha de batalha", diz Fidel Lolo.
 

Assim a compreensão dos mecanismos de competição celular poderão fornecer informações cruciais sobre os primeiros estádios da formação de um tumor, promovendo a sua deteção precoce, e ajudando no desenho de novos fármacos capazes de bloquear o crescimento tumoral, desde as primeiras fases de desenvolvimento.

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A. 

Partilhar:
Classificações: 1 Média: 5
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.