Seis milhões de europeus sofrem de epilepsia

Relatório da Organização Mundial de Saúde

27 agosto 2010
  |  Partilhar:

Cerca de seis milhões de europeus sofrem de epilepsia, a mais comum das desordens neurológicas, segundo um relatório da Organização Mundial de Saúde (OMS) sobre a epilepsia na Europa, apresentado na 12.ª Conferência Europeia sobre Epilepsia e Sociedade, que hoje termina no Porto e que reuniu mais de 400 médicos e doentes de todo o mundo.

 


Segundo o relatório, cerca de 15 milhões de europeus vão ter ou já tiveram pelo menos uma crise epiléptica durante a sua vida e 40% dos doentes europeus com epilepsia não recebem qualquer tipo de tratamento.

 


Os autores do documento concluíram também que um terço das mulheres com epilepsia associa as crises epilépticas ao seu ciclo menstrual e que 25 a 50% das crianças com epilepsia têm dificuldade em aprender.

 


Segundo o estudo da OMS, a epilepsia representa cerca de 20 mil milhões de euros dos gastos anuais dos sistemas nacionais de saúde europeus.

 


O relatório, divulgado pela agência Lusa, lista 16 medicamentos antiepilépticos introduzidos no mercado entre 1912 e 2007, mas, segundo a mesma fonte, não refere o Zebinix, o primeiro fármaco de patente portuguesa lançado pela Bial no início de 2010.

 


ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 1 Comentar