Sector privado realiza 2300 cirurgias até ao fim do ano
26 julho 2000
  |  Partilhar:

Dos doentes em lista de espera para cirurgia, 2.300 vão ter a possibilidade de, até ao final do ano, ser operados no sector privado, ao abrigo do novo regime de convenções criado pela tutela.
 

 

Definidas em despacho da ministra da Saúde, as patologias abrangidas pelo regime de convenções restringem-se a cirurgia geral para hérnias, varizes, intervenções no cristalino, nos ouvidos, nariz, boca e garganta.
 

 

Das convenções estabelecidas para as cinco Administrações Regionais de Saúde (ARS), cabe à ARS do Norte o maior número de cirurgias (875), seguindo-se a ARS de Lisboa e Vale do Tejo (725), a ARS do Centro (550), a do Algarve (100) e, em último lugar, a do Alentejo, com 50 intervenções convencionadas.
 

 

Para o próximo ano prevê-se um aumento no número de intervenções convencionadas, já que as tabelas de preço e número de intervenções cirúrgicas a realizar terão de ser fixadas por despacho ministerial até 31 de Janeiro.
 

 

Fonte: Lusa

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.