Se não tem fome, não coma

Excesso de peso pode ser contrariado

29 setembro 2003
  |  Partilhar:

Se não tem fome, não coma só por comer. Este é o grande conselho de um grupo de especialistas norte-americano. É que, refere um estudo Universidade Tufts, em Boston (Massachusetts), o grau de desinibição de uma pessoa diante de petiscos e guloseimas está ligado à probabilidade de apresentar excesso de peso.
 

 

A boa notícia é que se adoptar algumas restrições -- como escolher alimentos pouco calóricos -- pode ajudar quem parece não resistir à tentação de comer.
 

 

Continua, no entanto, sem se saber o motivo pelo qual algumas pessoas permanecem esbeltas enquanto outras ganham peso, observou a equipa.
 

 

Para avaliar a influência do comportamento alimentar sobre o ganho de peso, os especialistas analisaram três hábitos de consumo de alimentos -- contido, desinibido e sentir fome -, além do peso e da altura de 638 mulheres saudáveis e não-fumadoras com idades entre 55 a 65 anos.
 

 

A contenção (ou restrição) pode ser definida como a capacidade de controlar de forma consciente o consumo de alimentos com a finalidade de manter o peso ou emagrecer. A desinibição é a tendência a comer muito, independentemente de estar com fome, quando existem alimentos tentadores à disposição ou em decorrência de factores que podem superar a inibição -- como o stress emocional. Sentir fome é a sensibilidade de uma pessoa para perceber sinais de que precisa de alimentos.
 

 

Os investigadores verificaram que, quanto maior o grau de desinibição, maior o peso. «A principal conclusão do estudo é que comer de forma desinibida está fortemente associado à obesidade», disse à Reuters o líder da equipa.
 

 

«O comportamento desinibido serve também para o prognóstico do ganho de peso na idade adulta: 13,5 quilos ou mais num período de 25 anos que antecedem os 60 anos de idade», explicou. No entanto, adiantou, comer de forma contida ajuda a contrabalançar o efeito da desinibição. «Os contidos são aqueles que controlam as calorias e tendem a comprar alimentos com baixo teor de gordura. Esse comportamento parece ajudar um pouco, mas não tanto quanto evitar abusos alimentares».
 

 

Para todos aqueles que querem controlar o peso, o especialista recomenda combater a compulsão por consumir todos os alimentos oferecidos. Nessas situações, as pessoas devem avaliar se realmente estão a sentir fome e não suponham que, se se alimentarem muito durante uma refeição, comerão menos mais tarde.
 

 

Traduzido e adaptado por:
 

Paula Pedro Martins
 

Jornalista
 

MNI-Médicos Na Internet
 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.