Saúde pára sexta-feira

Administrativos e auxiliares dos Centros de Saúde juntam-se à greve dos médicos

28 janeiro 2003
  |  Partilhar:

Os trabalhadores dos centros de saúde, administrações regionais de saúde (ARS´s) e sub-regiões vão estar em greve no próximo dia 31 em protesto contra a privatização dos centros de saúde, uma medida que aguarda promulgação pelo Presidente da República. Para o mesmo dia está já convocada uma paralisação geral das diversas organizações dos médicos.
 

 

Além do dia 31, mantêm-se as greves decretadas para os dias 29 e 30 pelos dois sindicatos médicos - Federação Nacional dos Médicos (FNAM) e Sindicato Independente dos Médicos (SIM).
 

 

Além da alegada ausência de negociação com o Ministério da Saúde aquando da elaboração da legislação, é ainda contestada a possibilidade de virem a exercer nos centros de saúde médicos sem a especialidade de medicina geral ou familiar.
 

 

De acordo com um comunicado divulgado na segunda-feira, pretende-se com esta acção combater a intenção do Executivo de financiar os Centros de Saúde em função da capitação, «gerando assim um exponencial aumento de custos e uma pior qualidade do serviço prestado». A iniciativa pretende ainda contestar a entrada em vigor do regime de Contrato Individual de Trabalho.
 

 

Médicos da Madeira não aderem
 

 

Os clínicos na Região Autónoma da Madeira não aderem à greve contra a reforma dos centros de saúde convocada para quarta, quinta e sexta-feira, disse à Lusa Ana Marques, do Sindicato Independente dos Médicos (SIM). «Não faz sentido fazermos greve quando na Madeira há diálogo e conversações com o Governo Regional e com a Secretaria Regional dos Assuntos Sociais», justificou.
 

 

A dirigente sindical salienta ainda que, face ao clima de diálogo e de negociações na Região, o SIM e a Federação Nacional dos Médicos (FNAM) decidiram não incluir a Madeira na convocatória da greve.
 

 

Fonte: Lusa e Diário Digital
 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.