Saúde Mental na população mundial

Estudo apresentado na Lancet

04 setembro 2007
  |  Partilhar:

 

Mais de 30% da população mundial sofre de algum tipo de doença mental e pelo menos dois terços destes doentes não são tratados ou são-no inadequadamente, revelam especialistas na revista médica “The Lancet”.
 

 

De acordo com seis artigos na “The Lancet”, nos quais 39 especialistas traçam um diagnóstico ao estado das políticas de Saúde Mental a nível mundial, a falta de tratamento dos problemas mentais aproxima-se dos 90% em muitos países desenvolvidos.
 

 

Mais de 85% da população mundial vive em 153 países subdesenvolvidos ou em vias de desenvolvimento, com muitos desses países a destacar poucos ou mesmo nenhuns recursos financeiros para a Saúde Mental, além de apresentarem infra-estruturas inadequadas.
 

 

Em resultado deste desinvestimento, "uma em três pessoas com Esquizofrenia e um em dois doentes com outros problemas mentais não recebe nenhum tratamento", salientam os especialistas. Segundo as contas dos especialistas que colaboraram neste dossier, fornecer os cuidados necessários a estes doentes custaria dois dólares norte-americanos por pessoa nos países subdesenvolvidos e três a quatro dólares por pessoa nos países em vias de desenvolvimento, o que é considerado pouco quando comparado com os custos de outras doenças a nível mundial.
 

 

Fontes: Lusa e Imprensa Internacional
 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.