Saúde das mulheres deve ser melhorada

Relatório da Organização Mundial de Saúde

12 novembro 2009
  |  Partilhar:

O relatório "As mulheres e a Saúde: a realidade de hoje e o programa de amanhã", divulgado esta semana pela Organização Mundial de Saúde (OMS), apela à sociedade para dar mais atenção à saúde e necessidades das mulheres.

 

Na apresentação do relatório, a directora-geral da OMS, Margaret Chan, apelou a uma acção urgente tanto no sector da saúde como fora dele, a fim de melhorar a saúde e a vida das mulheres, desde a nascença até à velhice.

 

As mulheres asseguram a maior parte dos cuidados de saúde, mas raramente recebem os cuidados específicos de que elas próprias necessitam, seja em casa, no seio da comunidade onde vivem ou, mesmo, dentro dos sistemas de saúde, constata o relatório da OMS.

 

De acordo com o documento, na faixa etária entre os 15 e os 45 anos são o HIV/Sida e as doenças ligadas à gravidez e à tuberculose que mais causam a morte de mulheres a nível mundial, mas, após os 45 anos, as principais causas de morte são as doenças não transmissíveis, que também provocam múltiplas incapacidades.

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.