Saltar o pequeno-almoço aumenta risco de doença coronária

Estudo publicado na revista “Nature Medicine”

25 julho 2013
  |  Partilhar:

Os homens que não tomam o pequeno-almoço apresentam um maior risco de sofrerem um enfarte agudo do miocárdio ou morte devido a doença coronária. O estudo publicado na revista “Circulation: Journal of the American Heart Association” refere que saltar a refeição da manhã ou fazer uma refeição demasiado tarde à noite, pode causar efeitos metabólicos adversos que conduzem à doença coronária.
 

Neste estudo os investigadores da Escola Pública da Universidade de Harvard, nos EUA, contaram com a participação de 26.902 homens, que tinham entre 45 e 82 anos, os quais foram submetidos a um questionário e acompanhados ao longo de 16 anos.
 

O estudo apurou que os homens que não tomavam pequeno-almoço tinham um risco 27% maior de ter um enfarte agudo do miocárdio ou morrer de doença coronária, comparativamente com aqueles que faziam esta refeição. Os homens que não comiam ao pequeno-almoço eram mais jovens, fumadores, tinham um emprego a tempo inteiro, não eram casados, eram fisicamente menos ativos e bebiam mais álcool.
 

Os investigadores também observaram que os homens que comiam mais tarde no decorrer da noite, ou que ingeriam alimentos depois de ir para a cama, apresentavam um risco 55% maior de doença coronária, comparativamente com aqueles que não o faziam. Contudo, os autores do estudo referem que estão pouco convencidos que este facto seja um problema de saúde pública importante pois poucos homens adotaram este tipo de comportamento. Foi ainda verificado que estes resultados persistiram mesmo quando foram tidos em conta fatores como dieta adotada, atividade física e tabagismo.
 

“Saltar o pequeno-almoço pode conduzir a um ou mais fatores de risco, incluindo obesidade, pressão arterial elevada, elevados níveis de colesterol e diabetes, os quais podem conduzir ao enfarte agudo do miocárdio ao longo do tempo”, revelou, em comunicado de imprensa, o líder do estudo, Leah E. Cahill.
 

“O nosso grupo de trabalho despendeu vários anos a estudar os efeitos da qualidade e da composição da dieta na saúde, sugerindo que os hábitos dietéticos podem ser importantes para diminuir o risco de doença coronária “, acrescentou um outro autor do estudo, Eric Rimm.
 

Leah E. Cahill aconselha assim que não se deve deixar de tomar o pequeno-almoço. O investigador acrescentou ainda que “a incorporação de vários tipos de alimentos saudáveis ao pequeno-almoço é uma forma fácil de assegurar que esta refeição irá fornecer a energia necessária e um equilíbrio saudável de nutrientes, como proteínas, hidratos de carbono, vitaminas e minerais. A adição de frutos secos e fruta a uma taça de cereais integrais pode ser uma boa forma de começar a manhã”.

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.