Roupas com protecção solar são pouco eficazes

Estudo publicado na revista DECO Proteste

25 maio 2008
  |  Partilhar:

A DECO Proteste analisou roupas com protecção solar e concluiu que a maioria perde eficácia com o uso e que algumas nem oferecem a protecção anunciada.
 

 

O resultado dos testes a oito dessas peças para adultos e crianças, divulgados na edição de Junho da revista Teste Saúde, indicam que apenas três mantiveram a protecção aos raios ultravioleta nas utilizações simuladas pela Associação Portuguesa para a Defesa dos Consumidores - DECO.
 

 

"Três artigos comercializados como "anti-UltraVioleta protegem menos do que a t-shirt normal de algodão azul-escura", refere a DECO em comunicado.
 

 

Em laboratório, a associação de consumidores mediu o factor de protecção ultravioleta (UPF) da roupa, segundo a norma europeia para têxteis com protecção solar, que define um UPF mínimo de 40 para essas roupas enquanto novas. A TESTE SAÚDE mediu ainda o UPF nos tecidos novos e esticados, depois de lavados dez vezes e esticados após as lavagens.
 

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.