Robot com neurónios de ratazana

Cientistas desenvolvem combinação mecânica e biológica

19 maio 2003
  |  Partilhar:

Um grupo de cientistas norte-americanos, do Instituto Tecnológico de Geórgia (ITG), desenvolveu recentemente um robot que trabalha em função da actividade neurológica de cerca de duas mil células provenientes do cérebro de uma ratazana. Trata-se de uma combinação única entre elementos mecânicos e biológicos numa máquina.
 

 

A invenção, baptizada de «Hybrot» (robot híbrido) pelo responsável do grupo, Steve M. Potter, professor no laboratório de engenharia Neurológica no ITG, consiste num «computador digital e numa rede de nervos vivos que trabalham em conjunto», diz.
 

 

Com esta experiência pretende-se que o corpo mecânico responda aos estímulos gerados pelos neurónios e que lhes proporcione impulsos sensoriais.
 

 

O método baseia-se no facto dos «neurónios do córtex cerebral de embriões de ratazana se conectarem espontaneamente e formarem padrões complexos de actividade eléctrica quando são criados em cultivo», explica Potter.
 

 

As respostas dos neurónios são analisadas por um computador que observa os padrões emitidos pelas células cerebrais, os quais são transmitidos pelos movimentos do robot.
 

 

A companhia produtora de robots a K-Team já disponibilizou no mercado um modelo de seis rodas. Esta espécie de carro pode alcançar a velocidade máxima de um metro por segundo.
 

 

Fonte: Diário Digital
 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.