Riscos cardiovasculares nos doentes com VIH/SIDA

FMUC desenvolve projecto inovador

21 novembro 2008
  |  Partilhar:

Investigadores da Faculdade de Medicina da Universidade do Porto (FMUP) vão investigar os riscos cardiovasculares nos doentes com VIH/SIDA. O projecto recebeu a Bolsa Pfizer no valor de 60 mil euros.
 

Os investigadores vão estudar 1500 pacientes com VIH que frequentam a consulta do serviço de doenças infecciosas do Hospital São João no Porto.
 

 

Estudos internacionais retrospectivos indicam que o risco de um paciente com VIH sofrer um acidente cardiovascular é de 1,5 a 2 vezes superior ao da população em geral.
 

 

Os responsáveis pelo projecto pretendem verificar se a proteína dimetilarginina assimétrica, presente no organismo, pode ser um marcador do risco de acidentes cardiovasculares nos pacientes com VIH. A hipótese surgiu porque esta proteína serve de marcador de acidentes cardiovasculares nos doentes renais, que têm uma probabilidade acrescida de vir a sofrer de doença coronária.
 

 

Numa primeira fase, a equipa de investigação vai avaliar os níveis da proteína presente no organismo relacionando estes valores com factores de risco convencionais e não convencionais. Na segunda etapa do projecto, os investigadores vão proceder à análise dos doentes durante dois anos, período em que serão monitorizados eventuais internamentos, complicações clínicas, mortalidade, entre outros factores.
 

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.