Risco de cancro do pulmão: o papel dos antioxidantes

Estudo publicado na “Frontiers in Oncology”

13 março 2017
  |  Partilhar:
A vitamina C, o betacaroteno, alfacaroteno, a betacriptoxantina e o licopeno oferecem proteção mesmo a fumadores severos
 
Um estudo conduzido por uma equipa de investigadores apurou que seguir uma dieta rica em vitamina C e carotenoides poderá oferecer proteção contra o cancro do pulmão.
 
O estudo, epidemiológico, conduzido pelo Instituto Nacional de Investigação Científica, Québec, Canadá, demonstrou que a vitamina C parece fazer reduzir o risco de cancro do pulmão em fumadores severos e que o betacaroteno, alfacaroteno, a betacriptoxantina e o licopeno oferecem a mesma proteção em fumadores severos do sexo masculino.   
 
Alguns dos antioxidantes referidos foram também associados a um risco reduzido de cancro do pulmão em fumadoras moderadas e não-fumadoras.
 
A autora principal do estudo, Martine Shareck comenta que “os nossos resultados sugerem que a vitamina C oferece proteção contra o cancro do pulmão em mulheres que nunca fumaram, algo que anteriormente não era do nosso conhecimento”.
 
Para o estudo foram analisados dados de um estudo de caso-controlo sobre o cancro do pulmão, um dos poucos dedicados ao papel dos antioxidantes como os carotenoides e a vitamina C, de acordo com a intensidade do hábito de fumar. 
 
Este estudo foi também o primeiro a considerar a duração do hábito de fumar e a duração da cessação tabágica, que constituem dois fatores que contribuem para o histórico de risco de cancro do pulmão.
 
Marie-Élise Parent, coautora do estudo avançou que “relativamente aos três subtipos de tumor mais comuns, observámos que o consumo elevado de betacaroteno, alfacaroteno, betacriptoxantina, licopeno e vitamina C estão associados a uma redução no risco de carcinoma de células escamosas, enquanto o consumo elevado de betacaroteno e de alfacaroteno fazem reduzir o risco de adenocarcinoma”.
 
“Tanto o consumo médio e elevado de betacriptoxantina e de licopeno fazem reduzir o risco de carcinoma de pequenas células”, continuou.
 
As investigadoras concluem aconselhando tanto fumadores como não-fumadores a consumirem fruta e legumes ricos em vitamina C e em carotenoides de forma a poderem reduzir o risco de desenvolverem cancro do pulmão. 
 
ALERT Life Sciences Computing, S.A.
Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Image CAPTCHA
Enter the characters shown in the image.