Revista médica retracta-se de estudo que associava vacina pediátrica a autismo

“The Lancet” emite comunicado

05 fevereiro 2010
  |  Partilhar:

A revista médica britânica “The Lancet” retratou-se de um estudo que publicou em 1998 em que era estabelecida uma ligação entre a vacina conjunta para o sarampo, papeira e rubéola e o autismo. O artigo, que levou a uma diminuição do uso da vacina no Reino Unido, foi agora retirado dos arquivos da revista.

 

A decisão da “The Lancet”, anunciada esta semana, teve como motivação uma investigação realizada pelo General Medical Council, que inspecciona a prática médica, em que foi constatado que o líder do estudo, Andrew Wakefield, o conduziu de um modo eticamente desonesto.

 

Segundo o General Medical Council, “houve uma selecção tendenciosa dos pacientes” e Wakefield geriu o estudo de um modo “desonesto e irresponsável.”

 

Refere o mesmo organismo que, na festa de aniversário do seu filho, Wakefield pagou a crianças para lhes retirar amostras de sangue. Também usou procedimentos médicos invasivos, tais como colonoscopia e ressonância magnética. Tão grave quanto isso foi o facto de, para o estudo, as crianças não terem sido escolhidas aleatoriamente e a aprovação do comité de ética local ter sido falsificada, refere ainda a “The Lancet”.

 

A teoria apresentada por Wakefield referia que a administração da vacina tripla e os posteriores problemas gastrointestinais decorrentes da inoculação estariam relacionados com o aparecimento do autismo. Estudos posteriores não encontraram provas da ligação da vacina à doença.

 

Dez dos 13 autores do estudo renunciaram às conclusões do mesmo. Wakefield e dois outros investigadores arriscam deixar de poder exercer medicina no Reino Unido.

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 1 Comentar

Divulgação de livro sobre Autismo

Bom dia.
O vosso site tem sido nos ultimos anos uma optima referência...sempre que preciso de informações sobre o tema autismo /asperger etc. No ano passado lancei um livro sobre Gil, uma criança de 8 anos, autista asperger e índigo. Adoraria que este livro (romance) ganhasse asas e voasse para todos os leitores a quem interesse este tema. O livro chama-se "Para sempre e mais um dia"... segue link informativo da Editora. Como fazer para divulgar esta obra junto de vós? Vivo no Porto e adoraria ter uma resposta para o meu mail
Link:
http://www.editorial100.pt/catalogolauracostapsemud.htm

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.