Retrato da Saúde oral em Portugal

Levantamento da Ordem dos Médicos Dentistas

06 dezembro 2005
  |  Partilhar:

 

 

As populações dos distritos de Viana do Castelo, Guarda, Viseu, Santarém e Portalegre são obrigadas a recorrer a dentistas privados porque esta especialidade não existe nos serviços de saúde públicos, revela um levantamento da Ordem dos Médicos Dentistas.
 

 

De acordo com o "Levantamento informativo efectuado nos centros de saúde e hospitais do continente" pela Ordem dos Médicos Dentistas (OMD), apresentado na semana passada no XIV Congresso destes profissionais, nove em cada dez centros de saúde não têm médicos dentistas e sete em cada dez hospitais sofrem da mesma carência. A situação é pior nos cinco distritos citados, dado que nenhum dos hospitais ou centros de saúde que servem estas populações têm esta especialidade.
 

 

O levantamento realizado entre 09 de Junho e 07 de Setembro deste ano, actualiza um anterior, realizado em 2001, e revela que, em relação à oferta de tratamento em saúde oral, "a situação não evoluiu, antes pelo contrário, agravou-se".
 

 

A OMD salienta ainda que, tendo em conta os 5.053 médicos dentistas existentes em Portugal Continental e o número de estabelecimentos de saúde que afirmou não possuir atendimento em saúde oral, há capacidade para integrar cerca de 14 médicos por cada unidade médica.
 

 

Fonte: Lusa
 

MNI-Médicos Na Internet
 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.