Resultados do estudo que avaliou qualidade do ar das casas portuguesas

Projecto da H2Q - House and Health Quality

11 fevereiro 2008
  |  Partilhar:

Contrariamente ao que muitos possam pensar, a maioria das casas dos portugueses sofrem de problemas de poluição específica, relacionada com "microclimas" interiores que podem ter repercussões importantes na saúde das pessoas que as habitam, indica um estudo realizado pela empresa de análise da qualidade do ar H2Q - House and Health Quality.
 

 

Num universo de 715 casas, cerca de 85% dos quartos e 91% das salas apresentaram infestações moderadas de ácaros do pó doméstico. De acordo com a investigação,
 

uma em cada três pessoas sofre de alguma forma de doença alérgica, sendo que em 60% dos casos os ácaros são os principais responsáveis.
 

 

De acordo com o estudo, apresentado pela Lusa, os valores de infestação com ácaros nas casas aumentam na área da grande Lisboa, com os efeitos sobre a saúde a manifestarem-se sob a forma de irritação dos olhos, do nariz e da garganta, dores de cabeça ou fadiga.
 

 

Segundo o trabalho, liderado por José Fidalgo, as alergias domésticas são causadas por elementos que normalmente se encontram nas nossas casas, normalmente relacionadas com a presença de ácaros do pó da casa, fungos, animais de estimação e baratas. Fontes de combustão, tais como gás, carvão, madeira, tabaco, materiais de construção, mobiliário e produtos de limpeza, estão também na origem da deterioração da qualidade do ar interior.
 

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.