Resistência aos antibióticos pode durar um ano

Estudo publicado na revista BMJ

23 maio 2010
  |  Partilhar:

O organismo de alguns pacientes que tomam antibióticos pode tornar-se resistente ao fármaco e permanecer assim durante um ano, de acordo com as conclusões de uma metanálise que avaliou os resultados de 24 estudos sobre o tema. O estudo foi publicado na revista BMJ.

 

As pessoas que desenvolvem resistência aos antibióticos criam uma imunidade parcial ou total à função do medicamento. Vários estudos têm verificado que os antibióticos mais prescritos se destinam a combater infecções respiratórias ou do tracto urinário.

 

De acordo com esta metanálise, realizada por investigadores da University of Bristol, em Inglaterra, a resistência aos antibióticos alcança o seu maior grau um mês após se ter tomado o medicamento. Contudo, esta resistência pode durar até um ano após a toma.

 

"Os médicos dos cuidados primários e os pacientes talvez devam considerar os dados deste estudo e discutir os benefícios e os riscos antes de prescreverem e de tomarem antibióticos", alerta, em comunicado enviado à imprensa, o autor do estudo, Alastair Hay, professor da disciplina de Cuidados Primários daquela Universidade.

 

Num comentário que acompanha o estudo, especialistas em economia e em políticas de saúde dizem ser necessário apostar na investigação de novos medicamentos para ajudar a combater este problema de resistência aos antibióticos.

 

Outro comentário adverte para a importância de se travar a resistência, dado que o que está em causa é "nada menos que o futuro da medicina, desde os transplantes de órgãos até à quimioterapia ".

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Classificações: 2Média: 4
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.