Resistência à insulina: novo mecanismo descoberto

Estudo publicado na revista “Cell Reports”

22 setembro 2015
  |  Partilhar:
A insensibilidade à insulina, também conhecida por resistência à insulina, está associada à diabetes tipo 2 e afeta vários tipos de células e órgãos. Um estudo publicado na revista “Cell Reports” dá conta de um mecanismo que explica como as células produtoras de insulina podem ser simultaneamente resistentes e sensíveis à insulina.
 
A insulina é uma hormona que desempenha um papel importante na diminuição dos níveis de glucose. Os indivíduos com diabetes tipo 2 são resistentes à insulina, o que significa que as células e órgãos são insensíveis à insulina. Na diabetes tipo 2 o organismo tenta compensar aumentando os níveis de insulina e também o número de células produtoras desta hormona.
 
Um dos desafios com que a comunidade científica se tem deparado é tentar explicar como uma célula ou órgão pode ser simultaneamente resistente à insulina numa função biológica e sensível noutra função.
 
Neste estudo, os investigadores do Instituto Karolinska, na Suécia, tentaram responder a esta questão, tendo-se focado nas células beta produtoras de insulina, que ficam insensíveis à insulina num indivíduo com diabetes.
 
Os investigadores já tinham previamente demonstrado que as células beta tinham dois recetores com funções biológicas distintas: o recetor da insulina A e o recetor da insulina B. Agora, neste estudo, os investigadores descobriram que na diabetes, apesar de o recetor da insulina B ser insensível à insulina, pode, sob estas condições, ativar uma via de sinalização diferente e conduzir à proliferação das células beta.
 
O estudo também apurou o fator (PI3K-C2α) responsável pela alteração de uma via de sinalização para outra.
 
“Estes resultados são importantes uma vez que explicam que as células beta vão de um estado diferenciado para um proliferativo”, referiu, em comunicado de imprensa, um dos autores do estudo, Ingo Leibiger. 
 
Os autores concluem que estes achados podem conduzir ao desenvolvimento de novas estratégias de tratamento para a diabetes tipo 2.
 
ALERT Life Sciences Computing, S.A. 
Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.