Repelente contra tubarões

Cientistas descobrem substância eficaz

09 agosto 2004
  |  Partilhar:

Um forte repelente para tubarões foi finalmente encontrado, o que poderá vir a proteger mergulhadores, surfistas e banhistas, noticiou a agência Associated Press. O repelente, procurado há décadas pelos cientistas, foi descoberto por investigadores norte-americanos e testado na Estação Biológica de Bimini, nas ilhas Baamas, em três espécies de tubarões. Uma delas foi o tubarão-limão, considerado um dos tubarões mais perigosos para o homem. Nas experiências, colocou-se uma vara no mar e lançava-se para água um líquido amarelado. Isto desencadeou uma reacção repentina nos tubarões, que fugiam. A substância, denominada A-2, por ser a segunda receita a ser testada, deriva de restos de tubarões mortos. Os pescadores já há muito tempo haviam notado que os tubarões se mantêm afastados quando lhes cheira a tubarão em estado de decomposição. No entanto, os cientistas referem que a descoberta requer mais investigação, uma vez que, por enquanto, os testes mostram que o repelente é eficaz em apenas três espécies. O objectivo principal desta substância é proteger os tubarões das redes dos pescadores, reduzindo as capturas desnecessárias e protegendo as espécies ameaçadas, mas também poderá mergulhadores, surfistas e banhistas. O repelente, apesar de não ser tóxico, é de tal modo desagradável para os tubarões que consegue mesmo acordá-los de um estado semi-inconsciente. Fonte: Público

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar