Relacionada solidão e hipertensão depois dos 50 anos

Estudo apresentado na revista Psychology and Aging

24 junho 2006
  |  Partilhar:

 

A solidão depois dos 50 anos aumenta o risco de hipertensão arterial, indica um novo estudo publicado na revista Psychology and Aging que assinala os benefícios para a saúde da companhia de familiares e amigos.
 

 

A tensão arterial das pessoas mais solitárias do estudo era até três pontos mais alta do que os que viviam acompanhados, sugerindo os investigadores, que a solidão pode ser tão má para o coração como o excesso de peso ou a falta de exercício.
 

 

O estudo, realizado por cientistas da University of Chicago, EUA, avaliou 229 homens e mulheres com idades entre os 50 e os 68 anos. Os participantes receberam um questionário com 20 perguntas em que se lhes pedia que descrevessem o grau de solidão ou falta dela. Pouco mais de metade considerou-se moderadamente solitário.
 

 

O grupo dos solitários registou uma tensão arterial superior à dos que se descreveram como menos sós. Nos que se definiram como muito sós, a tensão era entre um e três pontos superior à das pessoas acompanhadas.
 

 

Os resultados da investigação coincidem com os obtidos anteriormente por John Cacioppo, que é co-autor, com Louise Hawkley, do estudo agora divulgado. Cacioppo descobriu em observações anteriores que a solidão nos jovens causa problemas nos vasos sanguíneos que se podem traduzir mais tarde em hipertensão arterial. No ano passado, uma investigação realizada por peritos da Harvard University relacionou a solidão nos homens com problemas associados a doenças cardíacas.
 

 

Fontes: Lusa e Imprensa Internacional
 

MNI- Médicos na Internet
 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.