Relacionada família numerosa a Helicobacter pylori

Estudo publicado na PLoS Medicine

18 janeiro 2007
  |  Partilhar:

 

Um novo estudo encontrou uma forte relação entre o tamanho do agregado familiar e a presença no organismo dos irmãos mais novos da bactéria Helicobacter pylori, que pode conduzir ao Cancro do Estômago.
 

 

O trabalho publicado no Public Library of Science Medicine (PLoS Medicine) baseou-se em registos de mais de 7 mil homens nipo-americanos, que foram acompanhados durante 28 anos.
 

 

Os investigadores descobriram que os homens desse grupo – portadores de certas variedades da bactéria no estômago, provenientes de famílias com sete ou mais irmãos - tinham o dobro da probabilidade de desenvolver Cancro do Estômago, em comparação com os portadores da bactéria que tinham, no máximo, três irmãos.
 

 

No artigo, o principal responsável pelo estudo, Martin J. Blaser, professor de Microbiologia da New York University School of Medicine, especulou que os filhos mais novos de famílias numerosas adquirem a bactéria dos irmãos mais velhos num momento em que os seus sistemas imunitários ainda não estão bem desenvolvidos. Como a bactéria já está adaptada ao organismo de uma pessoa geneticamente semelhante - o irmão mais velho - entra no corpo do mais novo “aproveitando-se” dessa vantagem.
 

 

A H. pylori vive na mucosa que reveste o estômago, e está associada ao Cancro do Estômago e Úlcera. É transmitida pela saliva e por fezes humanas. Estima-se que metade da população mundial seja portadora deste micróbio.
 

 

MNI- Médicos na Internet

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.