Reino Unido volta a colocar “cannabis” na lista de drogas perigosas

Notícia veiculada pelo jornal “The Times”

11 janeiro 2008
  |  Partilhar:

 

O governo britânico quer voltar a colocar a “cannabis” na lista de drogas perigosas, o que implicará também o agravamento das penas aos consumidores e fornecedores naquele país, noticia o jornal britânico "The Times".
 

 

De acordo com o jornal, o primeiro-ministro britânico, Gordon Brown, e a titular da pasta de Interior, Jacqui Smith, estão decididos a reclassificar a perigosidade da droga e incluí-la no grupo B.
 

 

No Reino Unido, as drogas estão classificadas em três grupos segundo a sua perigosidade: no grupo A estão a heroína, a cocaína, o ecstasy e o LSD; no B, as anfetaminas, como a chamada "speed"; no C inclui-se, até agora, além do “cannabis”, os tranquilizantes, o valium e os esteróides anabolizantes.
 

 

A colocação da “cannabis” no grupo B significa na prática que qualquer pessoa que for descoberta pela polícia na posse desta droga pode ser condenada a cinco anos de prisão e a uma multa ilimitada, em vez de receber uma simples advertência e ter a substância confiscada, como acontece actualmente.
 

 

A crescente difusão do chamado “skunk”, um tipo de “cannabis” muito forte cultivado sob luz artificial e que é controlado em parte por grupos organizados, reforçou a decisão do governo trabalhista de reclassificar a substância, segundo o Times.
 

 

Fontes: Lusa e The Times
 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.