Rei zulu pede abstinência sexual para deter SIDA

«Hoje enfrentamos uma guerra contra a SIDA», afirmou

08 setembro 2002
  |  Partilhar:

Milhares de jovens raparigas zulus que participaram de uma cerimónia tradicional durante a qual o rei escolhe a esposa, foram orientadas a manterem-se virgens por forma a manterem longe a ameaça da SIDA.
 

 

A Dança Real das Canas é um dos rituais dos líderes da maior tribo da África do Sul, onde é feita a escolha das novas mulheres. Na última cerimónia ritual, o rei Goodwill Zwelithini aproveitou o momento para dar uma lição de moral orientada para a prevenção contra a SIDA.
 

 

Com os ombros cobertos com pele de leopardo, o rei conseguiu convocar 2.000 donzelas zulus no Sábado. Ele pediu abstinência às raparigas, que aguardavam do lado de fora do palácio. Disse ainda que deveriam evitar relações pré-matrimoniais e que utilizassem preservativos para deter a disseminação da SIDA entre o seu povo.
 

 

"Hoje enfrentamos uma guerra contra a SIDA", disse o rei, que também alargou o mesmo apelo aos homens jovens.
 

 

A África do Sul é um dos países mais afectados pela doença, sendo que uma em cada nove pessoas é portadora do HIV.
 

 

MNI – Médicos Na Internet
 

Fonte: Reuters

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.