Refrigerante pode aumentar risco de cancro no esófago

Novo estudo lança alerta

26 maio 2004
  |  Partilhar:

Bebidas compostas por ácido carbónico, como os refrigerantes, podem aumentar o risco de cancro no esófago, uma doença geralmente fatal. O alerta chegou de um grupo de cientistas do Hospital Memorial Tata, na Índia, que desenvolveram um estudo sobre a relação entre o consumo de refrigerantes e o cancro do esófago. Os investigadores descobriram uma forte relação entre o crescimento do consumo per capita de refrigerante nos últimos 50 anos e o aumento documentado dos casos de cancro do esófago nos Estados Unidos. O estudo baseou-se em dados do Departamento de Agricultura dos Estados Unidos e as descobertas revelam que o consumo per capita de refrigerantes cresceu mais de 450 por cento, de uma média anual de 49 litros, em 1946, para 224 litros em 2000.E, nos últimos 25 anos, a incidência de cancro do esófago aumentou mais de 570 por cento entre homens norte-americanos. Segundo os dados da Sociedade Americana para o Estudo do Cancro, a doença afectou 13.900 norte-americanos em 2003 --destes, mais de 10 mil eram homens-- e quase todos morreram. De acordo com os cientistas, o número de casos de cancro do esófago claramente seguiu o aumento do consumo de refrigerantes. Pode ser coincidência, mas os cientistas apontam uma possível base biológica para os efeitos. Os refrigerantes fazem dilatar o estômago, causando refluxo gástrico --algo que está associado com o cancro do esófago. Os investigadores ainda encontraram tendência similar em todo o mundo. Países com um consumo per capita de mais de 90 litros de refrigerante por ano também apresentaram um crescimento dos níveis de cancro do esófago. «A forte e surpreendente correlação demonstra o impacto dos padrões da dieta sobre as tendências de saúde», conclui Mohandas Mallath, que coordenou o trabalho. O trabalho foi apresentado durante um encontro de especialistas em cancro e em doenças gastro-intestinais, realizado em Nova Orleães, nos Estados Unidos. Diversos trabalhos apontaram que os alimentos e as bebidas consumidas podem estar na origem de vários tipos de cancro.  Traduzido e adaptado por:Paula Pedro MartinsJornalistaMNI-Médicos Na Internet

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.