"Rede do Medicamento"

Projeto da Câmara de Coimbra

06 março 2013
  |  Partilhar:

A criação da "Rede do Medicamento", projeto de “apoio a indivíduos ou agregados familiares”, em “situação de inesperada carência económica” foi aprovada esta semana pela Câmara de Coimbra.
 

A "Rede do Medicamento de Coimbra – Farmácias Solidárias" tem como objetivo apoiar as pessoas que, no concelho, não conseguem “manter os seus gastos com a saúde”, sublinha a proposta de criação do projeto.
 

A notícia avançada pela agência Lusa revela que este projeto vai tentar “mitigar as consequências da grave crise socioeconómica que a sociedade portuguesa atravessa”. A "Rede do Medicamento" resulta da “articulação interinstitucional” entre a autarquia, Instituições Particulares de Solidariedade Social (IPSS), juntas de freguesia e farmácias, numa lógica de trabalho em rede e construção de redes de parcerias”.
 

O projeto preconiza a “disponibilização, por parte de cada farmácia aderente”, de um “valor monetário anual”, competindo às farmácias envolvidas na rede, “entregar gratuitamente os medicamentos aos beneficiários sinalizados e encaminhados” pelas IPSS, “responsáveis por essa tarefa, até ao valor disponibilizado para o projeto”.
 

A “Rede do Medicamento” conta com a cooperação de 14 farmácias, de uma unidade da indústria farmacêutica e de seis “entidades sinalizadoras e gestoras” (IPSS), que, assegurando a cobertura das 31 freguesias do município de Coimbra, atuarão em articulação com as juntas e comissões sociais de freguesia e “outros parceiros da Rede Social de Coimbra e do Conselho Local de Ação Social, para melhor prossecução dos objetivos do projeto”.
 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.