Recém-nascidos vigiados por pulseira electrónica

Projecto anunciado pelo Hospital D. Estefânia

07 agosto 2006
  |  Partilhar:

 

O Hospital Dona Estefânia, em Lisboa, tem desde o início do mês todos os recém-nascidos vigiados por um sistema de pulseira electrónica com monitorização em tempo real.
 

 

Cecília Azevedo, do gabinete de comunicação do hospital, explicou que a pulseira electrónica é aplicada ao bebé após o nascimento, ainda no bloco de partos, sendo depois possível identificar todos os movimentos do recém-nascido durante o tempo em que permanece internado.
 

 

Em média, nascem entre cinco a sete crianças por dia nesta unidade de saúde, que aí permanecem por dois dias quando não é registado qualquer tipo de problema de saúde, explicou a responsável.
 

 

Cecília Azevedo adiantou que a introdução deste sistema de vigilâncias surge no âmbito do projecto de certificação de qualidade de serviços em que o hospital está envolvido desde 2004, pelo sistema britânico Health Quality Service.
 

Os trâmites necessários à aquisição do sistema foram iniciados há um ano e meio, acrescentou a responsável, tendo o equipamento custado ao hospital 71.560 euros.
 

 

Fonte: Lusa
 

MNI- Médicos na Internet
 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar