Ratinhos curados de diabetes do tipo I sem que se perceba as razões

Três estudos confirmam investigação polémica de 2003

30 março 2006
  |  Partilhar:

 

Três equipas de investigadores conseguiram repetir uma experiência realizada em 2003 pela equipa de Shohta Kodoma, da Escola de Medicina de Harvard (EUA): curar ratinhos com diabetes do tipo I.
 

 

Em 2003, um artigo controverso publicado na revista Science pela equipa de Shohta Kodoma, da Escola de Medicina de Harvard, EUA, dava conta do tratamento de uma percentagem significativa de ratinhos com diabetes do tipo I, após infusão de células indiferenciadas, em conjunto com administração de uma substância que corrige a acção do sistema imunitário.
 

 

Três anos depois, três equipas das universidades de Harvard, de Washington e de Chicago repetiram as mesmas experiências, também publicadas na Science.
 

 

A metodologia seguida no artigo de 2003 utilizou uma linhagem de ratinhos com elevada propensão para diabetes do tipo I e compreendia três passos: O primeiro consistia em transferir células estaminais da medula de um dador, que se diferenciariam nas células beta em falta. A acção do sistema imunitário foi corrigida por um adjuvante, cujo efeito na modulação do sistema imunitário destes ratinhos era conhecido.
 

 

Por fim, foram transplantados alguns ilhéus de Langerhans de ratinhos com genoma idêntico aos utilizados na experiência (o genoma do dador ser idêntico ao do receptor evita que o transplante seja rejeitado), com o objectivo de manter os ratinhos saudáveis durante os outros dois passos.
 

 

Duas das três equipas conseguiram reproduzir os resultados do artigo de 2003, restabelecendo a produção de insulina numa proporção dos ratinhos tratados. Mas, ao contrário do esperado, demonstraram também que as células beta, supostamente derivadas das células estaminais injectadas, eram do paciente e não do dador. O aparecimento de células beta em quantidade suficiente (e muito baixa) para produzir insulina deve-se, sugerem alguns dos autores, ao adjuvante. No entanto, tal como na experiência de 2003, as razões pelas quais tal aconteceu não foram explicadas.
 

 

Com informações do Público
 

MNI- Médicos na Internet
 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.