Rastos de aviões influenciam temperaturas em terra

Cientistas registam subida anormal das temperaturas durante o período analisado

07 agosto 2002
  |  Partilhar:

Os rastos brancos de condensação deixados no céu pelos aviões têm consequências, embora mínimas, na temperatura em terra, segundo um estudo publicado na edição de quinta-feira da revista Nature.
 

 

Os cientistas colocavam esta hipótese há muito tempo mas só puderam comprová-la após os atentados terroristas contra os Estados Unidos, em 11 de Setembro, que deram origem ao encerramento do espaço aéreo norte-americano aos aviões civis durante três dias.
 

 

Uma equipa da Universidade de Whitewater (Wisconsin) comprovou uma subida anormal das temperaturas durante o período analisado.
 

 

Os cientistas confrontaram os dados fornecidos por 4.000 estações meteorológicas do território dos EUA durante os três dias considerados com os valores recolhidos em intervalos de tempo equivalentes entre os anos de 1977 e 2000.
 

 

Amplitude superior
 

 

Os investigadores concluíram que a amplitude diurna (distância entre as duas temperaturas extremas - máxima e mínima) era superior em mais de um grau Celsius no caso de um céu sem tráfego aéreo.
 

 

A ausência de aviões, e consequentemente do rasto gasoso deixado pelos reactores, explica em parte esta anomalia nas temperaturas, segundo os investigadores.
 

 

Estes rastos, traços brancos deixados nos céus, comportam-se como cirros, nuvens altas que funcionam como isoladores, reflectindo o calor do sol e captando os seus raios.
 

 

Fonte: Lusa
 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.