Rapazes estão a iniciar a puberdade mais cedo

Revela um estudo realizado nos Estados Unidos

16 setembro 2001
  |  Partilhar:

Já é do conhecimento geral que as raparigas estão a entrar na adolescência mais cedo. Isso já foi relatado cientificamente. Um novo estudo sugere que, nos Estados Unidos, também os rapazes estão a entrar na puberdade precocemente.
 

 

A puberdade precoce aumenta temporalmente a exposição dos testículos às hormonas sexuais masculinas e isso pode, por sua vez, aumentar a probabilidade de desenvolvimento, na idade adulta, de cancro nestes órgãos sexuais. Esta é uma das conclusões do trabalho conduzido por Marcia Herman-Giddens, da Universidade da Carolina do Norte (EUA), que avança uma consequência social deste estudo: “... se os rapazes estão, de facto, a amadurecer sexualmente mais cedo então a educação sexual deve, também, começar mais cedo.”
 

 

Nesta investigação, a equipa de Marcia Herman-Giddens determinou a idade média do início da puberdade nos rapazes americanos, determinando o momento do aparecimento dos primeiros pêlos púbicos. Assim, o início da puberdade nos rapazes caucasianos ocorre aos 10 anos, nos rapazes de ascendência africana aos 9,5 anos e nos rapazes de ascendência mexicana aos 10,4 anos. Estes números significam, de acordo com Marcia Herman-Giddens, que relativamente a estudos anteriores a adolescência está antecipada cerca de meio ano.
 

 

Ainda de acordo com o relato desta pesquisa, as razões que explicam o desenvolvimento sexual precoce nos rapazes incluem o aumento das taxas de obesidade, o melhoramento da qualidade nutricional da alimentação, a exposição a substâncias químicas existentes no ambiente que imitam as hormonas sexuais e a ingestão de alimentos com soja, que também imita as hormonas sexuais masculinas.
 

 

De acordo com a coordenadora da pesquisa, as diferenças entre as idades médias da maturação sexual nos rapazes pode estar relacionada com diferenças genéticas e ambientais próprias de cada população estudada.
 

 

Os mais cépticos afirmam que as conclusões deste estudo carecem de consistência científica uma vez que resultam da observação visual das modificações físicas feitas pelos investigadores e não pelos pediatras dos meninos analisados.
 

 

Um dos críticos mais cépticos a este estudo, Peter A. Lee, pediatra endocrinologista no Centro Médico da Universidade da Pensilvania (EUA) afirma que apesar do crescimento de pêlos púbicos ser um os primeiros sinais do início da puberdade, isso também pode ocorrer em resposta a alterações hormonais que não significam, necessariamente, o início da actividade das hormonas sexuais.
 

 

Edward Reiter, da Escola de Medicina da Universidade de Tufts (EUA), avança que, apesar dos rapazes estarem a iniciar mais cedo a puberdade, isso não deverá ser alvo de preocupação porque todos os estudos apontam que o fim desta fase não foi antecipado, i.e., os rapazes continuam a atingir a maturidade sexual entre os 15 e os 16 anos, tal como acontecia até agora.
 

 

Joaquina Pereira
 

MNI – Médicos na Internet
 

 

Fonte: CNN

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.