Radiação dos telemóveis tem efeito tóxico sobre os ovários de ratos

Estudo publicado nos “Archives of Gynecology and Obstetric”

23 dezembro 2009
  |  Partilhar:

As ondas emitidas pelos telemóveis diminuíram o número de folículos ováricos em cobaias, sugerindo que a exposição intra-uterina à radiação tem um efeito tóxico sobre o órgão, podendo afectar a fertilidade, refere um estudo publicado na revista “Archives of Gynecology and Obstetric”.

 

Investigadores da Yuzuncu Yil University, na Turquia, avaliaram a presença de efeitos tóxicos das ondas emitidas por telemóveis sobre os folículos ováricos de 82 fêmeas com 21 dias de vida: 43 no grupo de estudo e 39 no grupo de controlo.

 

As fêmeas grávidas do grupo de estudo foram expostas a radiações dos telemóveis durante todo o período de gestação. Nesse período, os investigadores colocaram o telemóvel à frente das gaiolas: 11 horas e 45 minutos no estado de espera e 15 minutos a cada 12 horas no modo de atendimento.

 

Avaliando o volume e o número de folículos do ovário direito no 21º dia do pós-parto, os cientistas observaram que o número de folículos foi menor do que o registado no grupo de controlo.

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.