Quinze investem em sistemas de assistência à condução

Medida visa prevenir os acidentes na estrada

19 novembro 2002
  |  Partilhar:

A União Europeia (UE) vai investir 7,2 milhões de euros em programas de investigação visando desenvolver sistemas de assistência à condução automóvel com o objectivo de torná-la mais segura e prevenir os acidentes na estrada.
 

 

A Comissão Europeia apresentou na semana passada, em Bruxelas, o VI Programa Quadro de Investigação (2003-2006), que prevê o financiamento de projectos em diversas áreas da ciência.
 

 

Um dos âmbitos da investigação referenciada é o dedicado à segurança na condução através do desenvolvimento de novos dispositivos para os automóveis, alguns dos quais apresentados na semana passada em Bruxelas e que procuram melhorar os que foram colocados no mercado em 1999.
 

 

A "ESafety", um consórcio de 13 empresas públicas e privadas, surgiu para dar respostas ao sector automóvel no que se refere a sistemas de segurança e a novos desafios tecnológicos na informação e comunicação, incluindo o denominado "Advanced Driver Assistance Systems" (ADAS).
 

 

Evitar acidentes decorrentes de erro humano é um dos principais objectivos do grupo, que já contou para as suas investigações com fundos provenientes do V Programa Quadro, que termina em 2002, e que se destinaram a desenvolver sistemas que contribuem para realizar uma condução mais fiável e segura.
 

 

Dos quatro projectos actualmente em curso, o que mais chamou a atenção do sector automóvel foi o denominado "CARSENSE", concebido para avisar o condutor quando está prestes a entrar numa situação de risco ao volante.
 

 

Para que esteja finalizado falta ainda completar o desenvolvimento de um sistema de sensores a instalar no veículo para recolha de informação específica sobre o ambiente que o rodeia e por onde circula.
 

 

O dispositivo detecta as distâncias, velocidades e posição angular dos objectos, nomeadamente em condições meteorológicas adversas.
 

 

Esse foi um dos maiores problemas encontrados pelos engenheiros responsáveis pelo desenvolvimento do "CARSENSE", que continuam as suas investigações para ultrapassar as falhas detectadas no sistema laser que deve medir com precisão as distâncias em condições de chuva ou neve.
 

 

Alvos de melhorias serão ainda o sistema de vídeo e o detector de formas e tamanhos, que regista problemas no cálculo da distância a que se encontram os obstáculos.
 

 

Graças a uma imagem completa do ambiente gerada pelo dispositivo, os dados fornecidos ao condutor vão redundar numa maior fiabilidade na altura de evitar possíveis situações de risco quando se circula.
 

 

O novo sistema deverá permitir incorporar novos dispositivos de ajuda à condução em situações cada vez mais complexas, tais como circular numa via rápida ou a baixa velocidade nas localidades.
 

 

Fonte: Lusa
 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.