Químicos dos produtos do dia-a-dia podem conduzir à obesidade?

Estudo publicado na revista “Toxicology in Vitro”

27 abril 2016
  |  Partilhar:

A exposição a produtos químicos presentes nos produtos do dia-a-dia podem afetar a quantidade de gordura armazenada no organismo, sugere um estudo publicado na revista “Toxicology in Vitro”.
 

Os ftalatos são produtos químicos que podem ser encontrados em muitos produtos, desde plásticos a vernizes para a unhas e sabonetes. A sua presença nos plásticos melhora a elasticidade destes produtos.
 

Estudos anteriores já tinham constatado que os ftalatos estavam presentes nos fluidos humanos e há cada vez mais evidências de que estes químicos são prejudiciais para a saúde humana. Algumas investigações associaram a exposição a elevadas quantidades de determinados ftalatos a problemas reprodutores.
 

Neste estudo, os investigadores da Universidade da Geórgia, nos EUA, decidiram avaliar o efeito de um ftalato específico, o butil benzil ftalato (BBP, sigla em inglês) na acumulação de gordura nas células.
 

Para o estudo os investigadores, liderados por Lei Yin, desenvolveram modelos in vitro que lhes permitiram analisar como a exposição ao BBP afetava a acumulação de lípidos nas células. A quantificação dos lípidos foi realizada através de técnicas tradicionais de coloração, o que possibilitou a visualização dos lípidos através do microscópio. Foi também utilizado um método de monitorização que envolve algoritmos de processamento de imagem e aprendizagem automática que é capaz de medir vários parâmetros de uma forma rápida e objetiva.
 

Os investigadores compararam os efeitos do BBP com os do bisfenol A, ou BPA, um conhecido disruptor endócrino ambiental conhecido pelo seu papel na adipogénese ou desenvolvimento das células adiposas.
 

O estudo apurou que o BBP causou uma resposta nas células semelhante ao BPA. Os dois químicos provocaram a acumulação de gotículas lipídicas. Contudo, as gotículas das células tratadas com BBP eram maiores, o que sugere que a exposição a este ftalato pode conduzir à obesidade.
 

“A obesidade é um dos grandes problemas atuais nos seres humanos, e, é óbvio, que os componentes genéticos podem contribuir para o desenvolvimento da obesidade. No entanto, a exposição ambiental pode também contribuir para esta condição”, revelou, em comunicado de imprensa, o coautor do estudo, Xiaozhong Yu.
 

Apesar de se poder assumir que as células humanas reagem da mesma forma que as células dos ratinhos, os resultados sugerem uma possível ligação entre a exposição ao BBP e a obesidade, a qual pode afetar a saúde humana.
 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.