Quercus alerta para a degradação das águas

Chuvas alteram qualidade das zonas balneares

09 agosto 2004
  |  Partilhar:

Os ambientalistas da Quercus alertaram para a degradação da qualidade da água nas praias, devido à chuva dos últimos dias e denunciaram, pelo menos, 13 zonas balneares com uma análise de má qualidade da água.Após um balanço da qualidade da água das 365 praias portuguesas, baseado em 2.217 análises do Instituto da Água, concluiu-se que sete praias costeiras e seis interiores revelaram má qualidade; sendo que «não chega a dois terços o número de praias que apresentou consistentemente qualidade boa», defendem os ambientalistas . Coma chuva que tem caído, revelam, «o diagnóstico pode piorar». «Todos os anos, a ocorrência de precipitação tem sido responsável por uma degradação da qualidade nalgumas zonas balneares interiores e nalgumas praias costeiras, principalmente quando desaguam ribeiras em locais próximos», acrescentam. Além da chuva, os principais problemas das praias são as acessibilidades deficientes, a falta de infra-estruturas e limpeza do areal. A Quercus denunciou, ainda, a falta de informação sobre as praias dos Açores no site oficial do Instituto da Água e o atraso na informação sobre a qualidade da água das zonas balneares de Lisboa e Vale do Tejo. Fonte: Jornal de Notícias

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.