Queixa contra os fabricantes de telemóveis

Perigo das radiações é motivo de queixa

23 janeiro 2001
  |  Partilhar:

Um juiz de um tribunal federal dos EUA deu seguimento a uma
 

queixa apresentada contra os fabricantes de telemóveis, que afirma que estes não estão a fazer o suficiente para proteger os consumidores.
 

 

A queixa é dirigida, entre outras, à Motorola, Nokia, Ericcson e AT&T.
 

 

Embora não haja provas concretas de que os telemóveis são seguros, também não as há que digam que o sejam. Assim, os queixosos acusam as empresas de não serem honestas por não alertarem os consumidores de que pode haver perigo. Acham também que deviam ser incluídos "kits mãos-livres" em todos os telemóveis vendidos.
 

 

A defesa das empresas usou apenas um argumento jurídico, que o juíz do caso recusou. A defesa afirma que a matéria de regulamentação das normas de segurança para telemóveis era prerrogativa exclusiva da FDA (Food and Drug Administration).
 

 

No seguimento deste processo, os queixosos esperam apresentar uma queixa colectiva, em nome dos noventa milhões de utilizadores de telefones celulares norte-americanos. Assim, espera-se saber mais sobre o que realmente sabem os fabricantes em matéria do potencial
 

perigo para a saúde no uso de telemóveis e o que fizeram na prática com esse conhecimento.
 

 

Helder Cunha Pereira
 

MNI - Médicos Na Internet
 

 

Fonte: Wireless News Factor

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.