Quatro médicos condenados no caso Figueira da Foz
15 maio 2002
  |  Partilhar:

Três dos quatro médicos acusados de corrupção passiva para acto ilícito foram ontem condenados pelo Tribunal Judicial da Figueira da Foz a prisão com pena suspensa, tendo o quarto médico sido condenado apenas a pagar uma multa.
 

 

O médico Carlos Cruz foi condenado a três anos de prisão, com pena suspensa por quatro anos, e ao pagamento de 20 mil euros (quatro mil contos) ao Centro de Saúde de Alqueidão, Figueira da Foz.
 

 

O médico Jorge Salcedas foi condenado a dois anos e seis meses de prisão, pena suspensa por três anos, e a 15 mil euros (três mil contos) de multa, que deverá reverter para o Centro de Saúde do Bom Sucesso.
 

 

O médico David Cardoso foi condenado a um ano de prisão, pena suspensa por dois anos, devendo pagar quatro mil euros (800 contos) ao Centro de Saúde de Alhadas.
 

 

Já o médico António Pereira foi condenado a 100 dias de multa, à razão de 20 euros dia, num total de dois mil euros (400 contos). Os advogados manifestaram a intenção de interpor recurso.
 

 

Fonte: Lusa
 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.