Psoríase dobra o risco de síndrome metabólica

Estudo publicado nos “Archives of Dermatology”

29 dezembro 2010
  |  Partilhar:

Os doentes com psoríase têm o dobro do risco de desenvolver factores de risco cardiovasculares, conhecidos como síndrome metabólica, aponta um estudo publicado nos “Archives of Dermatology”.

 

Para o estudo, investigadores liderados por Jon Love, do Hospital Universitário de Landspitali da Universidade da Islândia, avaliaram dados de um estudo norte-americano, denominado National Health and Nutrition Examination Survey, que contemplou 6.549 pessoas, com uma média de idade de 39 anos. Verificaram que 40% dos indivíduos portadores de psoríase apresentavam alguns factores de risco cardiovascular. Em comparação, entre as pessoas que não apresentavam a patologia, apenas 23% desenvolveram problemas relacionados com a saúde cardíaca.

 

Os factores de risco da síndrome metabólica mais frequentes nos voluntários com psoríase foram a obesidade abdominal (63%), altos níveis de triglicéridos (44%) e níveis baixos do bom colesterol (34%). Só 13% dos pacientes com psoríase não desenvolveram características relacionadas com a síndrome metabólica, cerca de metade do registado no grupo dos indivíduos sem doença de pele (28%).

 

Este dobro do risco foi independente da idade, sexo, origem étnica e níveis de proteína C reactiva. “Devido às sérias complicações que lhes estão associadas, esta comorbidade necessita de ser reconhecida e tida em consideração durante o tratamento da psoríase”, aconselham os cientistas, em comunicado enviado à imprensa.

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.