Psoríase deveria ser considerada doença crónica

Declarações da Associação Portuguesa da Psoríase

31 outubro 2011
  |  Partilhar:

A psoríase deveria ser reconhecida como doença crónica e os doentes deveriam adquirir um estatuto semelhante às outras doenças crónicas, de acordo com a Associação Portuguesa da Psoríase.
 

Em causa está a problemática das isenções das taxas moderadoras para os doentes crónicos, uma vez que o actual ministro da Saúde, Paulo Macedo, declarou recentemente que passa a haver isenção, não pelo doente em si, mas por tudo o que é relacionado com a doença, ou seja, tudo o que são consultas e sessões de hospital de dia, actos complementares no decurso e no âmbito da doença.
 

O presidente da Associação Portuguesa da Psoríase revelou à agência Lusa que nesse sentido, “iremos desenvolver várias iniciativas, nomeadamente a realização de sessões de esclarecimento, de modo a mostrar à população como a doença pode atingir qualquer pessoa, em qualquer idade, mas que não é contagiosa, nem prejudica a actividade profissional”.
 

A psoríase, que afecta mais de 250 mil portugueses, é uma doença auto-imune, crónica, que se manifesta no maior órgão, a pele. Esta doença não contagiosa pode surgir em qualquer idade. O seu aspecto, extensão, evolução e gravidade são variáveis, caracterizando-se pelo aparecimento de lesões vermelhas, espessas e descamativas, que atingem sobretudo os cotovelos, joelhos, região lombar, couro cabeludo e unhas. Desenvolve-se quando o sistema imunitário do corpo faz disparar o crescimento rápido das células cutâneas.
 

Cerca de 10 % dos doentes acabam por desenvolver artrite psoriática, que se traduz por dor e deformidade, por vezes bastante debilitante, das pequenas ou grandes articulações.

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.
 

Partilhar:
Classificações: 1 Média: 5
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.