Psoríase aumenta risco de desenvolvimento de diabetes tipo 2

Estudo publicado nos “Archives of Dermatology”

21 junho 2012
  |  Partilhar:

Os indivíduos com psoríase apresentam um maior risco de desenvolver diabetes tipo 2, revela um estudo publicado nos “Archives of Dermatology”.

 

Para o estudo os investigadores da University of Pennsylvania, nos EUA, contaram com a participação de 108.000 indivíduos que sofriam desta doença dermatológica e 430.000 indivíduos saudáveis.

 

O estudo apurou que, em comparação com os indivíduos saudáveis, os pacientes com psoríase moderada e severa tinham um risco 11 e 46% maior de desenvolverem diabetes. Adicionalmente os investigadores também constataram que os pacientes com psoríase severa tinham maior probabilidade de serem medicados para a diabetes.

 

“Estes resultados demonstram que os indivíduos com psoríase têm um maior risco de desenvolver diabetes mesmo que não apresentem um dos fatores de risco mais comum, a obesidade”, revelou, em comunicado de imprensa, um dos autores do estudo, Joel M. Gelfand.

 

De acordo com os autores do estudo, os indivíduos que sofrem desta doença dermatológica devem adotar uma dieta saudável, praticar regularmente exercício físico, e avaliarem regularmente a sua pressão arterial, níveis de colesterol e de glucose no sangue.

 

O líder do estudo, Rahat S. Azfar, explicou que “para além de terem um risco aumentado de desenvolver diabetes, os pacientes com psoríase apresentam também um maior risco de desenvolvimento de síndroma metabólica, elevados níveis de triglicerídeos e glucose no sangue, mesmo que não tenham excesso de peso. Assim tanto os pacientes, especialmente aqueles com psoríase severa, como os profissionais de saúde devem estar conscientes das potenciais complicações metabólicas associadas a esta doença dermatológica”.

 

Dado que tanto a psoríase como a diabetes são parcialmente causadas pela infamação, os autores do estudo especulam que estes resultados poderão explicar a associação entre elas. A via partilhada das citoquinas Th1 pode promover a resistência à insulina e síndroma metabólica, conduzindo à produção de citoquinas envolvidas no desenvolvimento da psoríase.

 

Na opinião dos investigadores, os trabalhos futuros deverão avaliar de que modo a psoríase e o seu tratamento desempenham um papel importante no desenvolvimento da diabetes e das suas complicações.

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Classificações: 1 Média: 1
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.