Psoríase aumenta risco de depressão

Estudo da Escola de Medicina da Universidade de Nova Iorque

24 agosto 2015
  |  Partilhar:
Os pacientes com psoríase têm um risco aumentado de depressão, dá conta um estudo apresentado no encontro anual da Academia Americana de Dermatologia Verão 2015.
 
A psoríase é uma doença inflamatória crónica que envolve tipicamente a pele e as articulações. A maioria das pessoas diagnosticadas com a condição tem placas psoriáticas que se desenvolvem geralmente no couro cabeludo, cotovelos, joelhos, região lombar, mãos e pés. Esta doença está associada a várias condições, incluindo diabetes, doença cardiovascular e depressão.
 
Neste estudo os investigadores da Escola de Medicina da Universidade de Nova Iorque, nos EUA, decidiram estudar a associação entre a psoríase e a depressão tendo para tal contado com a participação de 12.382 adultos. Cerca de 16,5% dos pacientes com psoríase preenchiam os critérios de depressão major e o risco de sofrer de depressão era duas vezes maior nos pacientes com psoríase.
 
O estudo apurou que a associação entre as duas condições manteve-se significativa mesmo após os investigadores terem tido em conta fatores de risco como idade, sexo, raça, índice de massa corporal, atividade física, antecedentes de abuso de álcool, enfarte agudo do miocárdio, acidente vascular cerebral e diabetes.
 
Roger S. Ho, um dos autores do estudo, acredita que a psoríase e a depressão estão associadas à estigmatização pública da psoríase. A condição é altamente visível na pele, especialmente nos meses de verão, quando a pele está mais exposta, referiu o investigador, e aqueles que não estão familiarizados com a doença podem reagir negativamente. "O público em geral deve saber que a psoríase não é contagiosa, por isso não há necessidade de agir de forma diferente para com os doentes com psoríase ", revelou em comunicado de imprensa o investigador. 
 
Os autores do estudo esperavam, inicialmente, que o risco de depressão estivesse associado à severidade da psoríase, mas este estudo indicou que tal não acontece. ”Parece que realmente depende da forma como os pacientes se vêm a eles próprios, em vez da extensão da psoríase”, referiu Roger S. Ho.
 
Apesar de o estudo ter indicado que existe uma associação entre a psoríase e a depressão, não prova que uma condição seja causa da outra. De forma a tentar aprender mais sobre a associação entre as duas condições serão necessários mais estudos para investigar a natureza desta ligação. “Talvez existam alguns fatores biológicos ou genéticos de que ainda não estejamos cientes”, referiu o investigador.
 
Enquanto isso, Roger S. Ho aconselha os pacientes com psoríase a estarem alerta para o risco de depressão e a consultarem um médico imediatamente caso tenham sintomas depressivos. 
 
ALERT Life Sciences Computing, S.A.
Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.