Psoríase associada à inflamação dos vasos sanguíneos

Estudo publicado na revista “Arteriosclerosis, Thrombosis and Vascular Biology”

13 outubro 2015
  |  Partilhar:
A severidade da psoríase está associada a um aumento da inflamação dos vasos sanguíneos, dá conta um estudo publicado na revista “Arteriosclerosis, Thrombosis and Vascular Biology”.
 
A psoríase é uma doença autoimune crónica da pele caracterizada por lesões vermelhas e escamosas que se desenvolvem geralmente no couro cabeludo, cotovelos, joelhos, região lombar, mãos e pés. 
 
Estudos anteriores têm sugerido que os indivíduos com psoríase têm um maior risco de enfarte agudo do miocárdio e outros eventos cardiovasculares, assim como morte associada a este tipo de eventos.
 
Neste estudo, os investigadores do Instituto Nacional de Saúde (NIH, sigla em inglês), nos EUA, decidiram averiguar se a psoríase estava associada à vasculite, uma condição na qual o sistema imunitário ataca por engano os vasos sanguíneos e causa inflamação. 
 
A inflamação dos vasos sanguíneos pode conduzir a complicações, como aneurisma e coágulos sanguíneos, que podem obstruir o coração e aumentar o risco de enfarte agudo do miocárdio e acidente vascular cerebral.
 
Para o estudo, os investigadores contaram com a participação de 60 adultos com psoríase e uma média de idades de 47 anos, e 20 com uma média de 41 anos, que não tinham esta condição. Todos os participantes possuíam um risco baixo de doença cardiovascular. A extensão da psoríase variava entre ligeira (menos de 3% das superfície da pele afetada) a severa (pelos menos 10% da pele afetada). A inflamação dos vasos sanguíneos foi avaliada através de métodos imagiológicos.
 
Os investigadores verificaram que, comparativamente com os indivíduos sem psoríase, aqueles com a forma mais severa da doença tinham um aumento de 51% na inflamação dos vasos sanguíneos. Esta relação manteve-se inalterada, mesmo após os investigadores terem tido em conta fatores associados à doença cardiovascular.
 
No geral verificou-se que quanto maior era a severidade da psoríase, maior era a inflamação nos vasos sanguíneos. Na opinião dos investigadores estes achados apoiam a teoria de que a psoríase e a vasculite partilham o mesmo mecanismo imunológico associado.
 
“Os indivíduos com psoríase, particularmente a severa, devem ser avaliados relativamente aos fatores de risco cardiovascular, incluindo diabetes, elevados níveis de colesterol e obesidade. Estes devem também manter um estilo de vida ativo, evitar fumar e adotar uma dieta equilibrada”, revelou, em comunicado de imprensa, Nehal N. Mehta. 
 
ALERT Life Sciences Computing, S.A.
Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.