Psoríase: 58% dos doentes admite que a doença afeta vida social

Estudo de Caracterização de Doentes com Psoríase

29 outubro 2013
  |  Partilhar:

O Estudo de Caracterização de Doentes com Psoríase revela que 58% dos doentes admite que o aspeto da pele afeta negativamente as relações pessoais e 69% refere que a doença lhes diminui a autoestima.

 

O estudo, que contou com a participação de 405 doentes, dá conta que 37 % dos doentes inquiridos assumiu já ter evitado pessoas, situações ou locais onde a psoríase ficasse exposta. “Homens e mulheres dizem-se mais afetados pelo preconceito em idades acima dos 40 anos. Os homens indicam mais frequentemente ser-lhes restringido o acesso a locais públicos devido à doença, enquanto as mulheres referem que a psoríase tem mais impacto na sua autoestima” refere em comunicado a Associação Portuguesa da Psoríase.

 

O trabalho indicou que 56% dos indivíduos diagnosticados com psoríase refere que os primeiros sintomas da doença surgem até aos 25 anos. Nas mulheres, a doença tende a manifestar-se mais cedo. A maioria dos indivíduos encontrava-se a trabalhar a tempo inteiro aquando do aparecimento dos primeiros sintomas de psoríase e 19% dos doentes estava já reformado quando a doença se manifestou pela primeira vez.

 

Relativamente ao estádio da doença, 45% dos doentes descreve o estado atual da sua doença como “moderado” e apenas 13%indica que a sua psoríase está num estado considerado grave. No entanto, 80,4% dos doentes indica que é seguido por médicos da especialidade.

 

“A psoríase uma doença crónica da pele que afecta 250 mil portugueses e mais de 125 milhões de pessoas em todo o mundo. Este ano o tema escolhido para o Dia Mundial da Psoríase, que assinala hoje, é “Psoríase Sem Fronteiras, Tratamento Para Todos”, que pretende, simultaneamente, sensibilizar a população para o facto de que a psoríase não conhece fronteiras mas também que o acesso ao tratamento deve ser garantido a todos os doentes”, segundo o comunicado.

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.