Psicoterapia com medicação funciona bem na depressão infanto-juvenil

Estudo publicado na revista da "American Academy of Child and Adolescent Psychiatry"

02 julho 2009
  |  Partilhar:

À imagem do que é referido em estudos realizados com adultos, a terapia comportamental é tão eficaz quanto o uso de medicamentos no tratamento da depressão de crianças e adolescentes, refere um estudo publicado na revista da "American Academy of Child and Adolescent Psychiatry", o qual acrescenta, contudo, que a associação das duas técnicas produz resultados mais rápidos e com menos probabilidades de recaída.

 

O estudo foi realizado a partir de um levantamento financiado pelo National Institute of Mental Health (NIMH), dos EUA, que incluiu 439 crianças e adolescentes, com idades entre os 12 e os 17 anos.
 

O trabalho envolveu 13 instituições norte-americanas e testou, isoladamente, três tipos de tratamento: terapia cognitivo-comportamental, antidepressivo (fluoxetina) e a associação de ambos.

 

No final de 36ª semana, a taxa de eficácia dos três tipos de tratamento foi semelhante, rondando os 60%. Contudo, até à 18ª semana de tratamento, a combinação terapia comportamental / antidepressivo foi melhor do que a chamada monoterapia. As taxas de remissão de sintomas da depressão foram de 56% no tratamento combinado, versus 37% na terapia só com medicação e 27% no tratamento só com terapia.

 

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), a taxa de depressão tem vindo a aumentar em todo o mundo. Refere a OMS que, na última década, o número de crianças entre os seis e 16 anos que apresentam a doença passou de 4,5% para 8%. Vários factores contribuem para o aumento da depressão nesta faixa etária, nomeadamente a violência urbana, a falta de espaços de lazer e o excesso de actividades diárias.

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.