Proteína produzida pelo organismo pode proteger o sistema imunitário de infecção por HIV

Estudo publicado nos Annals of the New York Academy of Sciences

07 fevereiro 2007
  |  Partilhar:

Uma proteína produzida naturalmente pelo organismo pode impedir a destruição das células do sistema imunitário quando “atacado” pelo vírus da Sida e pode contribuir na reconstituição das que foram destruídas pela infecção. O HIV ataca o sistema de defesa do organismo infectando os linfócitos T, relembram os investigadores do National Institute of Allergy and Infectious Diseases (NIAID), autores de um estudo publicado nos Annals of the New York Academy of Sciences. Ao longo da progressão da infecção, as células linfócitos-T autodestroem-se, um processo designado por apoptose. Para impedir a autodestruição das células do sistema imunitário, os investigadores testaram o papel da interleucina 7 (IL-7) em amostras sanguíneas de 24 pessoas infectadas com o HIV em diferentes fases. Este teste foi realizado com recurso a elevada concentração de IL-7. O sangue dos doentes tratado com a IL-7 mostrou uma redução de apoptose e uma diminuição dos marcadores moleculares da infecção, o que se traduziu por um reforço do sistema imunitário. Os efeitos do IL-7 variaram em função do grau de avanço da infecção, mas estes resultados indicam que a proteína  pode ser utilizada como um anti-retroviral para reconstituir as células imunitárias danificadas pelo vírus da Sida, concluem os cientistas. Fontes: Público e Imprensa Internacional MNI- Médicos Na Internet

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.