Proteína IL-6 na origem do Cancro do Fígado em homens

Estudo apresentado na “Science”

09 julho 2007
  |  Partilhar:

A maior incidência de Cancro do Fígado em homens deve-se aos efeitos inflamatórios provocados por uma maior produção da proteína interleucina-6 (IL-6), segundo um estudo publicado na revista “Science”. Cientistas da Escola de Medicina da University of California, San Diego, EUA, descobriram que em ratinhos, as fêmeas produzem em menor quantidade a proteína interleucina-6 (IL-6). Além disso, segundo os cientistas, quando ocorre uma produção de IL-6 nas fêmeas, esta é neutralizada pelo estrogénio, a hormona do desenvolvimento sexual feminino. "Ao eliminar a proteína IL-6, conseguimos reduzir a incidência do Cancro Hepático nos machos em cerca de 90%", disse Michael Karin, professor de Farmacologia da University of California. Segundo os investigadores, a descoberta pode abrir caminho para o desenvolvimento de tratamentos contra o Cancro Hepático masculino, pela redução dos níveis de IL-6 através da administração de compostos similares ao estrogénio. Willscott Naugler, professor de Medicina da Universidade e um dos principais autores do estudo, explicou que, embora alguns órgãos, como a mama, sejam claramente influenciados pelo género, outros, como o fígado, não o são. Isto abre a possibilidade de que outros órgãos não relacionados às diferenças género sejam regidos pelo mesmo princípio. Como exemplo, o cientista aponta o caso do Cancro da Bexiga que tem maior incidência nos machos que nas fêmeas. "As diferenças também poderiam ser resultado de maiores níveis de IL-6 que levam à inflamação na bexiga", acrescenta. ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.