Propensão para violência do embriagado depende do comportamento enquanto sóbrio

Estudo publicado na revista “Addiction”

23 julho 2010
  |  Partilhar:

 

O estado de embriaguez potencia o comportamento violento, mas apenas nos indivíduos com uma forte tendência para reprimir a raiva, sugere um estudo publicado na revista “Addiction”.

 

 

O estudo, co-liderado por Thor Norström e Hilde Pape, foi baseado em dados de um inquérito realizado à população juvenil na Noruega. Para o trabalho foram inquiridos 3 mil indivíduos em dois períodos: primeiro, quando tinham entre 16-17 anos e, novamente, aos 21-22 anos.

 

 

Os participantes foram divididos em três grandes grupos no que diz respeito à supressão da raiva. Entre os indivíduos que relataram uma tendência elevada para reprimir os sentimentos de raiva, foi verificado que um aumento de 10% no consumo de álcool estava associado a um aumento de 5% na violência. Estas associações não foram verificadas entre os que não tinham por hábito reprimir os sentimentos de raiva.

 

 

Segundo os cientistas, citados pela EurekAlert, o consumo de álcool está de facto associado a uma maior propensão para a agressão física, mas parece depender da propensão dos consumidores para reprimir sentimentos de raiva, quando sóbrios.

 

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.