Projeto-piloto que visa a cobrança coerciva de taxas moderadoras arranca em Setembro
20 agosto 2014
  |  Partilhar:

Está previsto para Setembro deste ano o arranque de um projeto-piloto no Centro Hospitalar do Alto Ave que visa cobrar coercivamente as taxas moderadoras.


O projeto funcionará através de uma ferramenta criada pelos Serviços Partilhados do Ministério da Saúde que envia informação para as Finanças tendo em vista a cobrança de taxas moderadoras quando estas não são pagas dentro do prazo legal.


O Movimento de Utentes de Saúde considerou que esta medida não faz sentido e que se deveria, aliás, caminhar para a eliminação dessas taxas.


“O ministro da Saúde está a obrigar ao pagamento de taxas sabendo que a maioria dos utentes, com o aumento do custo de vida, não o pode fazer. É um contrassenso”, frisou Manuel Villas-Boas.


“A cobrança coerciva [de taxas moderadoras] não tem cabimento”, disse à agência Lusa Manuel Villas-Boas, acrescentando que existem já, em sede da Assembleia da República, propostas para a revogação da medida, nomeadamente por parte do grupo parlamentar do PCP.

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.