Proibição de fumar diminui ocorrência de enfarte agudo do miocárdio

Estudos publicados no "Circulation" e no "Journal of the American College of Cardiology"

24 setembro 2009
  |  Partilhar:

A proibição de fumar em locais públicos têm tido um impacto maior do que o previsto na prevenção do enfarte agudo do miocárdio, revelam dois estudo publicados no “Circulation” e no “Journal of the American College of Cardiology”.

 

Investigadores da University of Kansas, nos EUA, após terem analisado os dados de 24 estudos, verificaram que, um ano depois da implementação das leis anti-tabaco nos locais públicos, tinha ocorrido uma diminuição de 17% no número de enfartes agudos do miocárdio.

 

O líder deste estudo, David G. Meyers, publicado no “Journal of the American College of Cardiology” revelou que, em média, se verificou uma diminuição de 25% no risco de a população sofrer um enfarte agudo do miocárdio. Acrescentou ainda que o risco da ocorrência de enfarte agudo do miocárdio era tanto menor quanto maior era o tempo decorrido desde a implementação da lei anti-tabaco.

 

Na outra investigação, publicada na revista científica “Circulation”, o qual incorporou 13 estudos efectuados na população da Europa e América do Norte, foi também constatada uma diminuição no número de enfartes agudo do miocárdio de 17% após um ano de implementação de leis anti-tabaco nos locais públicos e de 36% após três anos de vigência dessa legislação.

 

Os investigadores verificaram que os indivíduos com idade inferior aos 50 anos foram os mais beneficiados com a implementação da lei anti-tabaco. Foi igualmente constatado que as mulheres beneficiaram mais do que os homens.

 

Em declarações ao sítio Healthday, David G. Meyers explicou que, como os estudos analisados incluíram uma população total de 22 milhões de pessoas de várias localidades, ”podemos concluir claramente que as restrições tabágicas diminuem o risco de enfarte agudo do miocárdio”.

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.
 

 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.