Proibição das bonificações da indústria farmacêutica aos canais de distribuição

Governo estuda medida

26 outubro 2005
  |  Partilhar:

 

 

O Governo prepara-se para proibir as bonificações da indústria farmacêutica aos canais de distribuição de medicamentos comparticipados pelo Serviço Nacional de Saúde (SNS).
 

 

O secretário de Estado da Saúde, Francisco Ramos, anunciou quarta-feira, 26 de Outubro, no debate da comissão de Orçamento e Finanças da Assembleia da República sobre o Orçamento de Estado de 2006, que a proibição também deverá abranger os medicamentos genéricos, segundo a Agência Lusa.
 

 

O preço dos genéricos em Portugal é uma das razões para o custo elevado nas bonificações atribuídas pela indústria aos canais de distribuição, segundo Francisco Ramos. Um exemplo destas bonificações é a oferta de uma quantidade gratuita de um determinado medicamento, quando as farmácias efectuam uma encomenda, que depois é vendida, sem que os utentes tenham benefício destes medicamentos oferecidos às farmácias.
 

 

Segundo Francisco Ramos, embora «na prática, as empresas (indústria) pratiquem preços mais baixos», a redução «é apropriada pelos canais de distribuição e não pelos utentes e pelo Serviço Nacional de Saúde».
 

 

Fonte: Lusa
 

MNI-Médicos Na Internet
 

 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.