Programas apoiam cuidadores e doentes com demência

Investigação da Universidade de Aveiro

26 setembro 2010
  |  Partilhar:

Dois programas que melhoram o bem-estar dos cuidadores de pessoas que sofrem de demência foram desenvolvidos por um grupo de investigadoras da Universidade de Aveiro.

 

Uma das investigadoras, Liliana Santos, revelou à agência Lusa que ʺas principais conclusões estão associadas ao bem-estar de todos, quer da pessoa com demência, quer da pessoa que cuidaʺ.

 

Estes projectos-piloto foram desenvolvidos com cuidadores informais, familiares que em suas casas cuidam de pessoas com demência, e cuidadores formais, aqueles que em instituições cuidam de pessoas com demência.
 

Segundo Liliana Santos, estes programas dão informação, mas também fornecem suporte a nível da gestão das emoções. ʺTrabalhar, cuidar de uma pessoa com demência é muito exigente em termos emocionaisʺ, explica.
 

Através destes programas, os cuidadores ʺpor um lado ganham competências de comunicação com a pessoa com demência, mas também competências de prestação de outro tipo de cuidados que são necessários e aprendem a gerir melhor os comportamentos problemáticosʺ.
 

ʺAlém disso, estes programas ajudam as pessoas a sentirem melhor bem-estar, porque conseguem gerir melhor o stress inerente a estas tarefas. Sentem que a sua qualidade de vida melhora e as suas relações com familiares ou profissionais também saem melhoradas desta situaçãoʺ, acrescenta a investigadora.
 

Com a aplicação dos programas, a equipa conseguiu também resultados com as pessoas que sofrem de demência.
 

ʺIntegramos também alguns processos de estimulação multi-sensorial, motora e cognitiva. E começámos a verificar que as pessoas com demência, à medida que têm esta estimulação têm mais momentos de calma, interagem mais com os cuidadores e com as outras pessoas, estão mais atentas às actividadesʺ, referiu.
 

Um dos objectivos da equipa da Universidade de Aveiro ʺé que as instituições – centros de saúde, lares de idosos – peguem nestes guiões e, com apoio [das investigadoras], os alarguem às populaçõesʺ.
 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Classificações: 2Média: 3
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.