Programa para Uso Eficiente da Água é urgente
16 janeiro 2005
  |  Partilhar:

 

A associação ambientalista Quercus exigiu a aplicação «urgente» do Programa Nacional para o Uso Eficiente da Água, como forma de prevenir os prejuízos de um período de seca como pode ocorrer este ano.
 

 

A situação em algumas zonas de Portugal é já classificada de «seca extrema» face à ausência de chuva nos últimos quatro meses e o presidente do Instituto de Meteorologia, Adérito Serrão, disse que dados provisórios apontam para que os níveis de precipitação entre Setembro e Dezembro sejam os mais baixos dos últimos 13 anos.
 

 

«Independentemente de se verificar ou não um período de seca, há um conjunto de medidas aprovadas desde há três anos para impedir o desperdício de água. E não se tem feito literalmente nada», comentou à Agência Lusa o dirigente ambientalista Francisco Ferreira.
 

 

Em finais de 2001, o então governo socialista tinha anunciado um investimento de 25 milhões de euros na aplicação do Programa Nacional para o Uso Eficiente da Água (PNUEA), que estabelecia um conjunto de medidas para evitar desperdícios.
 

 

Eram propostas mais de 80 medidas para o sector urbano, agrícola e industrial, e uma maior penalização para os consumidores que mais consomem, através da alteração dos tarifários e intervalos de facturação.
 

 

Com horizonte de aplicação de dez anos, os projectos do PNUEA passam também pela sensibilização dos consumidores, alertando-os para um uso racional das máquinas de lavar louça, roupa ou autoclismos, que pode ser feito através da alteração dos equipamentos.
 

 

Fonte: Lusa
 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.