Profissões têm influência nos comportamentos na estrada

Condutores que usam carro para diversão e trabalho são os mais transgressores

30 junho 2004
  |  Partilhar:

A função para a qual se usa o carro e a personalidade do condutor acabam por influenciar os comportamentos ao volante, embora não sejam totalmente determinantes, conclui um estudo da Escola de Criminologia da Faculdade de Direito da Universidade do Porto. As transgressões ao Código da Estrada, os acidentes de viação, a velocidade excessiva e uma maior permissividade face à lei são as circunstâncias que mais surgem associadas aos condutores que usam o carro para as actividades de diversão e profissional, concluiu a pesquisa. Os condutores, numa amostra de 556 pessoas do Grande Porto, foram divididos em cinco grupos, conforme a função para a qual usavam o veículo: meio de transporte para exercer uma actividade regular (estudar, por exemplo), para exercer uma actividade profissional, para o lazer, como diversão ou como actividade profissional (taxista, por exemplo). Apesar de não terem sido encontradas diferenças muito significativas entre os grupos ao nível do comportamento, o estudo mostrou que há tendência para pisar o risco quando o carro é usado como diversão ou como actividade profissional. O resumo da pesquisa faz parte de um programa de investigação da Escola de Criminologia, ao abrigo de um acordo de cooperação com a Direcção-Geral de Viação (DGV). O transporte de objectos de auto-defesa é uma prática mais comum entre os condutores que guiam como diversão ou actividade profissional. Estas duas categorias são também as que mais acumulam acidentes, ao contrário dos condutores para o lazer (deslocação para férias, por exemplo) que somam menos. Fonte: Público

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.